Instituto Gênesses

O Instituto Gênesses é sobre Consciência. Acreditamos que uma pessoa consciente é capaz de liderar a si mesma por todas as situações nas quais esteja inserida, sendo capaz também de superar com sucesso todos os desafios que deseje, elevando-se a patamares extraordinários em suas relações pessoais, profissionais, amorosas, familiares e sociais.

A mente inconsciente de uma pessoa só faz sentido para ela mesma, pois tudo o que existe lá está instrinssecamente ligado às experiências que viveu e como as vivenciou sob sua própria e única percepção sobre elas, portanto, só é possível ocupar um lugar no mundo de onde se encontre a felicidade que se busca por meio do desenvolvimento de uma mente consciente que consiga reconhecer tudo o que é irrevogavelmente individual e dar formas dimensionais ao que isso significa, tornando viável que todo esse universo individual torne-se, de forma profundamente equilibrada, parte integrante do mundo que está à sua volta.

Nas palavras de nosso CEO e fundador, Rogério Rezende, “O papel da mente consciente é dar significado à mente inconsciente, é dar lugar no mundo para a individualidade incompreensível de cada pessoa – e isso é belíssimo, pois é o desenvolvimento da capacidade de uma alma humana se conectar a outra.”

Todas as atividades e vivências desenvolvidas pelo Instituto Gênesses visam o desenvolvimento da Consciência, mas além de seus próprios benefícios por si só, um estado consciente é também fundamental para que uma pessoa possa identificar-se no mundo e desenvolver seu equilíbrio físico, familiar, amoroso, financeiro, social e espiritual, ajustando com facilidade o que for necessário para construir a evolução de todas as áreas de sua vida em que busque uma melhoria verdadeiramente estruturada, perene e sustentável.

“Não medimos as pessoas pelas dificuldades que elas tem, medimos as pessoas pelo pontencial que elas podem alcançar.”

Rogério Rezende

UM BREVE RESUMO SOBRE QUEM SOMOS

Assista a esse vídeo com a visão do Instituto Gênesses sob a ótica de seu fundador.

O QUE FAZEMOS AQUI

A felicidade humana não é composta por apenas um pilar estrutural, mas pelo equilíbrio entre as diversas dimensões que estruturam nossas vidas. Podemos observar minimamente 7 grandes áreas com as quais nosso envolvimento é indissolúvel quando buscamos pela nossa felicidade: Saúde física, Realização pessoal, Estrutura econômica, Relacionamentos amorosos e familiares, Relacionamentos sociais, Desenvolvimento intelectual e Conexão espiritual.

Para cada pessoa o sucesso em cada uma destas áreas será representado de maneiras diferentes, mas é fundamental que todas as estejam em equilíbrio para que alguém se sinta verdadeiramente feliz, portanto, temos diversas dimensões a observar quando buscamos estar equilibrados, saudáveis e felizes de maneira completa e autêntica.

Desta forma, para estar consciente de si em todas as dimensões que nos competem, é necessária uma profunda análise de si mesmo no hoje, reconhecendo-se de forma íntegra e abrangente e, a partir disso, identificar quais resultados de escolhas anteriores nos trouxeram até aqui, adquirindo e desenvolvendo ferramentas no momento presente para que, desta forma, se possa construir o amanhã de forma consistentemente aderente aos próprios sonhos.

Admiradores e veiculadores desta consciência, nós do Instituto Gênesses disponibilizamos diversas vivências, treinamentos, atendimentos terapêuticos e formações para que cada ser humano possa desenvolver a partir de uma estruturada construção de consciência individual e coletiva, a melhor versão que deseja de si mesmo, de forma independente, livre e autônoma, tornando-se cada vez mais, mestre de si mesmo.

Para este fim, oferecemos vivências minuciosamente construídas a partir do estudo das mais modernas técnicas de análise do funcionamento da mente e do comportamento humano com bases na Programação Neurolinguística, Neurociência, Constelações Sistêmicas Familiares, Hipnoterapia, Coaching, Mindfulness e Thetahealing, somadas às mais antigas formas conhecidas de reequilíbrio humano registradas, estudadas e vivenciadas presencialmente em seus locais sagrados de origem como Meditação, Yoga e Reiki, além de oferecermos também atendimento terapêutico individual em técnicas de mesma natureza.

A partir dos conhecimentos adquiridos em seus estudos e formações, no brasil e no exterior, aliados à sua própria experiência corporativa e de vida, Rogério criou de forma autoral diversos treinamentos vivenciais que tem como proposta alavancar significativamente o nível de consciência de todos os que passem por nós de forma consistente e pragmática, sem o envolvimento de dogmas ou doutrinas religiosas, permitindo que cada uma das pessoas em seu próprio momento, originárias das mais diversas culturas e crenças, possam se beneficiar do nosso trabalho. Nós trabalhamos questões humanas, portanto, sem preocupações com fronteiras sócio-culturais ou de qualquer outra natureza que ainda possam segregar uma parte do mundo. O ser humano é pura e simplesmente humano e nós entendemos disso, do ser humano.

Todos as experiências proporcionadas pelo Instituto Gênesses são estruturadas com o único objetivo final de elevar a consciência das pessoas que se permitam essa vivência para que todos possam, mantendo o cenário de vida atual, ajustando suas características ou alterando completamente determinado contexto de suas vidas, encontrar um novo lugar no mundo de onde possam exercer o direito divino que possuem de serem extraordinariamente felizes.

“Me mostre uma pessoa que está respirando e te mostrarei uma pessoa que tem todas as possibilidades de ser feliz.” 

Rogério Rezende

UM SONHO PARA O INSTITUTO GÊNESSES

Nossa missão é ajudar pessoas comuns a conquistarem o seu domínio consciente sobre o próprio equilíbrio, bem estar e felicidade, em qualquer situação em que estejam envolvidas.  

E em relação a isso nós temos um sonho:

“Nosso maior sonho é conduzir a cada uma das pessoas que cruzarem nosso caminho a um novo nível de consciência, que as permita ocupar um novo lugar no mundo de onde possam ser extraordinariamente felizes!” Rogério Rezende

Faz parte da natureza mais primitiva do ser humano lidar com questões que, por não serem exatamente como gostaríamos, causam algum (ou muito) desconforto, muitas vezes gerando sensações potencialmente  desagradáveis que podem durar por anos, ou até mesmo por toda uma vida.

Algumas pessoas até conseguem lidar com isso intuitivamente com alguma facilidade, a maior parte não!

Nosso sonho no Instituto Gênesses é oferecer a oportunidade para que, por meio das nossas técnicas, vivências, treinamentos e formações, todas as pessoas que passem por nós possam despertar e desenvolver a sua própria consciência, entendendo passo a passo, em cada uma das experiências vivenciadas, como elas podem criar o próprio equilíbrio e bem estar a partir de sua atução no contexto.

Todos nós já estivemos em situações frente as quais nos vimos sem ferramentas para usar, até mesmo por vezes acreditando que não conseguiríamos lidar com a realidade à nossa frente.

Para desenvolver as pessoas na direção de conquistarem a própria felicidade, nós temos uma trilha de conhecimento completa, consistente, abrangente e tecnicamente estruturada, que pode despertar em cada pessoa todo esse potencial já existente, mas ainda desconhecido para lidar consigo mesma, com as relações que constrói e com tudo o que está ao seu redor.

Quando já estivemos em situações semelhantes, cada um de nós à sua particular maneira, sabemos o quão indesejado é permanecer nelas.

Nosso trabalho é oferecer a todos(as) a possibilidade de encontrar ferramentas e métodos para enxergar melhor o potencial que possuem e, assim, poderem aplicá-lo em seu benefício e de seu entorno.

Felicidade é um bem altamente abundante no universo, queremos que todos a encontrem e em grandes quantidades!

NOSSO NOME SIGNIFICA MUITO PARA NÓS

O nome do Instituto Gênesses traz consigo um grande sincronismo com o que fazemos aqui e possui 3 bases principais:

1 – O primeiro fundamento de Gênesses é uma clara alusão à quem somos, ao momento da criação, ao Gênesis.

 Na tradição Cristã, esse é o momento em que tudo o que existe foi criado e, independente das crenças de cada um, em algum momento tudo o que existe no universo se tornou realidade. 

Termos consciência disso nos oferece a capacidade de reconhecermos o valor da existência, de enxergar quem somos, as capacidades que temos e o imensurável poder que nos foi dado para sermos felizes a partir do momento em que recebemos essa incomparável oportunidade que chamamos de vida.

2 – Uma referência à palavra Gênese, que significa a evolução do ser, a evolução individual.

 Nó seres humanos somos capazes de evoluir, mas o fazemos individualmente. às vezes evoluímos individualmente sozinhos, às vezes evoluímos individualmente em grupo, mas sempre evoluímos sozinhos.

Evolução é algo absolutamente particular, único e, cada pessoa em particular, é responsável por encontrar o próprio caminho evolutivo, pois evolução é a única coisa no universo que não pode ser interrompida.

Tudo está evoluindo o tempo todo e mesmo que alguém tente fugir deste processo, evoluirá conhecendo as características e consequências de tentar fugir dele.

 3 – Um reconhecimento às possibilidades que a vida nos apresenta, os “Ses” que nos acompanham a cada passo nos possibilitando alterar nossos próprios caminhos.

 Não menos importantes que os demais, as possibilidades existentes são exatamente o que nos permite escolher melhores formas de lidar com nossas próprias vidas e com o universo que nos cerca.

Criados em algum momento pela natureza como ela é, nós recebemos todas as ferramentas e recursos que temos e, grande parte delas, determina muito sobre quem somos e sobre diversos padrões que assumimos, como os nossos genes.

Ainda assim, nosso caminho não é imutável, não está predeterminado sob condições absolutamente impostas.

Por esta razão é fundamental que estejamos conscientes de quem somos e de para onde desejamos ir para, assim, podermos escolher as melhores opções a cada segundo que vivemos.

E se sendo quem somos, buscando nossa própria evolução, pudermos fazer diferente? E se pudermos fazer melhor?

Esta é a origem do nosso querido nome Instituto Gênesses.

MAS A NOSSA LOGO TAMBÉM É CHEIA DE SIGNIFICADO

A logomarca do Instituto Gênesses foi pensada para conter diversas mensagens importantes sobre nós.

Primeiramente, ela destaca em seu centro o símbolo da Árvore da Vida, que representa além da nossa existência, o lugar de onde nós viemos. Quando reconhecemos e honramos as nossas verdadeiras origens, isso nos oferece uma força insubstituível para a vida.

Além de nossas bases, a Árvore da Vida representa a nossa firmeza estrutural através de suas raízes. Assim como em uma árvore, quanto mais profundas as nossas raízes, mas será bela, frondosa e frutífera a nossa copa.

Dentro da árvore da vida está contido o símbolo escrito em Sânscrito para o mantra OHM, aquele parecido com um número “30” ali no meio. Esse mantra quando recitado representa para os orientais o som da criação do Universo, “o primeiro som”. Sua representação na logomarca nos traz a ideia de equilíbrio dentro da natureza de nossas vidas.

O acento cicunflexo em cima do primeiro “ê” de Gênesses foi representado na logo por uma parte superior da palavra OHM em Sânscrito, aquele “chapéuzinho” sagrado logo acima do “30” na inscrição milenar do OHM.

Adicionalmente, a Árvode da Vida e o mantra OHM estão envolvidos em uma estrutura circular japonesa, denominada Ensō.

A palavra Ensō significa em japonês “círculo” e é provavelmente o objeto mais comum da escrita japonesa.

Esse símbolo representa para os japoneses a iluminação, a força, a elegância. Representa ao mesmo tempo todo o universo existente o mais absoluto vazio.

O Ensō representa ainda um estado em que a mente está preparada para criar livremente e, além disso, grande parte dos artistas que o representam o fazem de forma a não fechar o círculo, passando a percepção de que sempre haverá mais a construir e de que as fronteiras não estão fechadas entre o que há dentro ou fora dele.

Acreditamos que a vida humana está, de forma particular, representada nesta logomarca.

A HISTÓRIA DO GÊNESSES

A história do Instituto Gênesses é de várias maneiras inseparável da própria história de vida de seu fundador, Rogério Rezende.

Durante sua jornada, ele vivenciou diversas experiências pessoais que representaram grandes desafios para si mesmo, encontrando grande dificuldade de lidar equilibradamente com parte destas situações.

Antes do início de sua jornada de autoconhecimento, as turbulências eram frequentes em todas as áreas de sua vida: relações familiares desequilibradas, relacionamentos amorosos altamente conturbados, um pseudossucesso profissional que não trazia consigo a desejada realização pessoal e amizades disfuncionais que não produziam resultados elevados.

No caminho em que as coisas seguiam, aos 28 anos de idade ele percebeu que não estava seguindo outra direção senão a de uma completa falência pessoal em todos os sentidos, contudo a energia movimentada não era de tristeza ou melancolia, a energia da raiva era a condutora principal dos acontecimentos, o que por um lado profissional era bastante produtivo, mas custava muito caro em relação aos estados de inquietação e desgaste, tanto físico quanto pessoal.

Em determinado dia pelos idos de 2009, quando já havia recebido as primeiras aplicações de Reiki, se acumulavam as insatisfações com os acontecimentos aos seu redor quando em um rompante durante a tarde, ele percebeu que estava no limite e que não conseguiria sair sozinho do lugar em que sua vida havia se conduzido. Em um rompante que mesclava insatisfação, raiva e consciência, deixou o escritório em um bairro comercial onde já havia visto diversas placas de clínicas com psicólogos e saiu pelas ruas buscando uma sinalização que indicasse a disponibilidade de tal serviço.

Após o atendimento imediato por um profissional disponível, ainda não satisfeito, agendou e compareceu no mesmo dia em uma sessão de massoterapia e a outra de acupuntura. Algo teria que ajudar a sair daquele turbilhão emocional.

Deu-se início neste momento um novo movimento que foi lentamente construído, pouco a pouco, mas de forma estruturada e consciente.

Após uma profunda jornada de quase 10 anos de autoconhecimento e, encontrando neste caminho diversas técnicas e ferramentas oferecidas por diferentes profissionais, que em sua maioria proporcionaram significativa melhoria dos estados emocionalmente turbulentos em que esteve, ele percebeu que havia saído daqueles estados que geravam grande desconforto para agora viver de forma equilibrada e pacífica consigo mesmo, tomando consciência de quanto sua vida havia mudado para melhor.

Neste momento, dando um salto em seu caminho evolutivo, começou a se dedicar à sua própria formação nas técnicas que mais haviam sido impactantes nessa mudança, certificando-se nas diversas práticas que é habilitado a conduzir.

A partir desse momento uma decisão estava tomada: ele queria levar para mais pessoas a mesma oportunidade que teve de sair de uma vida rodeada por grandes desconfortos para encontrarem a própria realização pessoal.

Ainda exercendo seu cargo de Head de Transformação Digital e responsável pelo centro de controle de operações e vendas em uma grande multinacional, começou a paralelizar sua vida corporativa com os primeiros atendimentos utilizando seus novos conhecimentos.

O resultado não foi diferente do esperado, muitas pessoas começavam a se beneficiar de seus atendimentos e o mais incrível aconteceu, não apenas elas se beneficiavam, mas o próprio Rogério se satisfazia com a descoberta de sua nova vida profissional e pelo intenso convívio com o tema pode perceber uma significativa potencialização dos resultados de seu próprio autoconhecimento que ia se construindo à sua frente. Quem auxilia alguém também se auxilia no processo.

Em 2018, ainda não completamente decidido em relação a deixar uma carreira de sucesso e ótima remuneração para iniciar um novo caminho terapêutico, durante uma viagem de férias e escolhendo como destino a Ásia oriental para completar o sonho de conhecer as 7 maravilhas do mundo, ele se direcionava para a Índia e para a China, onde estariam o Taj Mahal e a Grande Muralha, as duas últimas figurinhas faltantes para que o sonho de conhecer pessoalmente as 7 maravilhas do mundo se realizasse por completo.

Durante a viagem em um retiro espiritual realizado no norte da Índia, em uma cidade chamada Rishkesh, bem próxima ao Tibet e que se tornou um local de grande carinho para ele, ele se colocou em meditação às margens do rio Ganges, sagrado para o povo daquela região e teve ali seu momento de êxtase, quando experimentando uma verdadeira, até ali desconhecida e inigualável paz interior, decidiu que esse seria mesmo o caminho, agradecer por tudo o que havia recebido do universo corporativo até ali, mas seguir adiante rumo a um novo projeto de vida que poderia revolucionar não apenas o seu próprio mundo, mas o de muitas pessoas que cruzassem o seu caminho, pois ele já sabia que “quando um muda, o mundo muda”.

A partir deste momento a viagem foi completada com outro sabor, um sonho de 12 anos cumprido com a chegada na China e a então visita à Grande Muralha, o que permitiu que a volta para casa oferecesse outras e novas perspectivas.

Iniciaram-se então os planos para a transição.

Uma certeza estava em mente, tudo seria conscientemente estruturado e nenhum movimento precipitado seria feito, portanto, continuava sua jornada de estudos e formações terapêuticas, seguindo com os atendimentos paralelos à vida corporativa em horários alternativos e ainda cumprindo com seu papel no cargo de grande responsabilidade que ocupava, enquanto ia para o papel fazer contas sobre dinheiro, tempo, cronograma, planos e objetivos.

Levou certo tempo, mas no final de 2018 chegou a hora.

Uma dose extra de coragem para fazer o movimento e foi feito o comunicado à empresa. Para a surpresa de seus colegas, líderes e liderados, aquele profissional visto por todos como workahoolic estava indo embora para abrir um Instituto de desenvolvimento humano.

Quando o pedido surpreendeu a todos os que sabiam a paixão e o empenho com os quais ele exercia suas funções, trabalhando horas e horas além do previsto e promovendo grandes resultados na liderança de suas equipes, houve um pedido: “Precisamos que você fique por mais um período, se você sair agora, teremos grandes dificuldades para conduzir algumas frentes”.

Acordo feito para que o movimento fosse o mais, coerente, justo e suave para todos, haveria quase um ano a mais de paralelização das carreiras. E isso foi feito.

Enfim, agosto de 2019, é chegada a hora de uma despedida final deste ambiente que tanto ensinou, ofereceu e exigiu, mas que foi gratificante a cada gota de suor derramado, a cada madrugada de trabalho e fim de semana dedicados em prol de incontáveis benefícios para clientes, colegas de trabalho, superiores, acionistas, enfim, principalmente para si mesmo.

Com a saída, havia um marco a ser cumprido para completar essa significativa e planejada transição de carreira: caminhar os 800Km do Caminho de Santiago de Compostela. Esse tema vale uma história à parte, portanto deixaremos para outro momento, mas depois de mais uma incrível jornada cumprida no Caminho de Santiago, ele estava de volta e iniciou plano de estruturar verdadeiramente o que seria o Instituto Gênesses.

Reservado no planejamento um tempo de estruturação cautelosa e apropriada, viajou para a Índia mais uma vez onde haveria planejado algumas vivências e formações que contribuiriam com tudo o que seria oferecido pelo Insituto aos seus clientes.

Como em tudo na vida, surpresas vieram. Durante os 5 meses em que planejou morar na Índia para estudo e desenvolvimento pessoal, fomos atingidos globalmente pela pandemia do Covid-19.

A viagem que teria mais destinos terminou nesses 5 meses e de volta ao Brasil, uma longa fase de Lockdown se anunciava pela frente.

Foi um momento trágico e irreparável para o mundo, contudo, de valor insubstituível para o Instituto Gênesses pois quando isolado, concentrado quase exclusivamente no desenvolvimento de conteúdo para o Instituto, Rogério pode produzir praticamente todo o arcabouço de treinamentos disponíveis hoje em nosso portifólio, desenvolvendo os produtos que atualmente lideram nossas atividades.

Períodos de grande preocupação, de incontáveis perdas, mas que quando chegou ao fim encontrou um novo Instituto Gênesses estruturado, com uma nova cara, consistente e pronto para o trabalho que se propunha a fazer.

Seguindo todos os cuidados e recomendações exigidas pelas autoridades competentes, no momento permitido foram iniciados os trabalhos e o sucesso encontrado foi capaz de proporcionar uma sensação de realização nunca antes experimentada. Mesmo tendo passado a vida fazendo algo que amava e alcançando resultados que impressionariam ainda hoje, aquela sensação a de ver vidas transformadas não tinha precedentes. Vidas mudavam e a felicidade se construia diante de seus olhos. O mundo se tornava melhor à cada pessoa que encontrava um pedacinho a mais de paz em seu coração. Essa era a vida desejada, tudo estava começando a se encaixar.

Até o momento milhares de pessoas já passaram pelas terapias e treinamentos oferecidos e a percepção é uníssona: nossos produtos são de extrema eficiência para cada papel a que se propõem e o níveis de relacionamento e de confiança estabelecidos, além dos resultados individuais alcançados por todos, são algo a que não podemos atribuir preço, somente podemos reconhecer o valor.

Esse é apenas o início de uma grande jornada, que convida para que você também venha fazer parte dos que tem coragem para a realização de seus grandes sonhos, para que faça parte desta grande fábrica de Consciência a que amamos tanto e chamamos de casa, que chamamos de Instituto Gênesses.

SOBRE O ROGÉRIO

NOSSOS PARCEIROS

ESPAÇO TERAPÊUTICO ANJO AZUL

Um lugar especial em São Miguel Arcanjo/SP, que oferece Yoga, Reiki, oficinas terapêuticas, além é claro de ceder seu espaço em parceria para vários dos treinamentos do Instituto Gênesses.

TUDO QUE É BOM TEM UM INÍCIO

Esse foi o tempo que eu pude calcular entre o dia em que decidi colocar uma funcionária trabalhando no meu lugar na locadora de vídeo (antigo isso hein?) que eu era proprietário em sociedade com meu irmão, para aceitar um cargo de estagiário de telecomunicações em uma grande empresa de Tv por assinatura. Uma observação importante, eu pagava mais para a funcionária do que eu receberia como estagiário, financeiramente era uma operação negativa!

Eu já estava há quase 5 anos em uma grande videolocadora que eu e meu irmão compramos, que havia sido um divisor de águas tanto em amadurecimento quanto financeiramente, mas eu percebia que o movimento de popularização da tecnologia, bem como a pirataria exercida abertamente no Brasil, seriam inimigos poderosos em um curto pe´riodo de tempo.

Sendo assim, decidi que iria estudar um tema que me cativava desde sempre, tecnologia. Comecei assim meu curso de Telecomunicações, na esperança de conseguir um emprego nesta tão sonhada empresa, emprego que era alvo dos desejos de 7 entre 10 jovens de Belo Horizonte.

Quando recém iniciado o curso, eu decidi que seria a hora de tentar essa sonhada oportunidade, me programei para ir à sede dessa empresa levar meu currículo, que na época, com muita enrrolação para preencher espaço, completava meia página.

Coloquei a única camisa de botões que eu tinha e fui. 

Ao chegar ao local às 7 da manhã, tentando “fazer bonito” chegando cedo, encontrei apenas a portaria sendo ocupada por alguém.

Na esperança de alcançar o objetivo, perguntei como eu faria para deixar um currículo para a área de RH, quando o porteiro muito prontamente me respondeu:

“Nem precisa deixar, é bobagem, a empresa está demitindo pessoas em um corte coletivo, não vão contratar ninguém.”

Um banho de água fria, em um segundo passaram-se várias perguntas pela minha mente, uma delas era se eu havia escolhido o curso certo para melhorar a minha vida.

Insistente que sempre fui, eu disse a ele: “já que estou aqui, já coloquei a minha única camisa de botões e escrevi o meu currículo, você se importaria se eu o deixasse aqui e você entrega? Quem sabe algo muda?”

Ele aceitou com uma cara de quem não fazia muita questão de ser positivo, mas não importa a cara, ele ficou com o currículo.

Neste mesmo dia, enquanto eu fazia o meu trabalho de manutenção rotineira da locadora, o telefone (fixo)toca e quando eu atendo, era do RH dessa empresa, me perguntando se eu poderia participar de um processo de seleção coletivo, que aconteceria em 30 minutos.

Eu disse que sim, sem saber como ia ajustar tudo, mas a resposta era sim.

Liguei para o meu irmão, que estava na sua faculdade à tarde, e disse a ele que se ele pudesse estar na locadora em 15 minutos ele cuidaria por um tempo à tarde, caso não pudesse, eu fecharia a loja por algum tempo (o que nunca havia acontecido antes).

Ele chegou e eu fui fazer a entrevista. resumindo essa parte mais comum, uma grande empresa passando por uma fase de significativas dificuldades financeiras, estava demitindo funcionários antigos e de altos salários e contratando estagiários para fazer o trabalho deles, mantendo sua operação com menores custos.

Feito o processo seletivo, fui aprovado como um dos 3 contratados para aquela oportunidade.

Eu decidi que daria o meu melhor para fazer parte daquela empresa, eu realmente vi a minha carreira começando com uma grande oportunidade em uma empresa dos sonhos para a época.

Tive uma acensão meteórica. Eu já possuia algumas habilidades adquiridas como vendedor de sorvete que fui antes e como digitador, meu trabalho na locadora era basicamente atender bem aos Clientes e digitar.

Bati alguns recordes de produtividade já no primeiro mês de atuação e fui efetivado em 3 meses de estágio.

Nesta empresa permaneci por quase 10 anos. Para um cara que poderia ter desistido com a resposta do colega da portaria, durou bastante tempo em uma trajetória que teve muito sucesso, muitos dessabores, mas valeu a pena por cada aprendizado que me trouxe. Nessa jornada me formei o profissional competente que eu seria pelos próximos anos da minha vida.

Ainda por esta primeira empresa, eu fiquei 4 anos em Belo Horizonte e depois fui convidado para mudar-me para Brasília, onde morei durante 1 ano, depois fui convidado para a sede nacional em São Paulo, quando em 2008 me mudei para a capital empresarial do nosso país.

Durante essa jornada coordenei áreas operacionais de todo o Brasil, passei fases tanto no Rio de Janeiro quanto em Florianópolis e fui responsável ou co-responsável pela implantção de incontáveis projetos nacionais e internacionais. Tive alguns poucos líderes que me fizeram crescer profissionalmente de forma incalculável, aos quais sou grato até hoje.

Posso afirmar com muita clareza, que o sucesso profissional da forma que eu desejava não pode ser alcançado por lá, às vezes pelas condições naturais do cenário, outras por parte das lideranças que despriorizava uma avaliação sensata sobre os contextos, mas sobretudo, sempre por minha responsabilidade, que naquela época não sabia me posicionar mais conscientemente frente aos cenários que se apresentaram.

Para quem foi entregar um currículo de meia página com a única camisa de botões que tinha, eu cheguei mais longe do que pensei que chegaria.

Saber quando desistir é importante, pois algumas coisas nos consomem mais energia em sua busca do que valem quando as temos, mas desistir de algo que se deseja verdadeiramente ainda nos primeiros obstáculos, é um grande sinal de que podemos amadurecer, e muito, nossa própria capacidade de lidar com o mundo.

Essa experiência me serviu e serve até hoje, pois em todas as mudanças profissionais que realizei em minha vida vieram embasadas na mesma perseverança de fazer o que deve ser feito, com coragem suficiente de arriscar o que pode ser arriscado para que a vida fosse para onde eu desejava. Isso foi assim também no Instituto, um salto no escuro, para fora da zona de conforto, sem grandes certezas além de que com trabalho e consciência, tudo será passível de realização.

VAMOS ADORAR SABER SOBRE O QUE VOCÊ SE INTERESSA, CONTE PARA NÓS O QUE GOSTARIA DE ESCUTAR O ROGÉRIO FALANDO.